Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 9 de janeiro de 2011

Mais um

A fé de mais um dia,
nossa graça em estar.
Tudo o que erramos,
hoje em risos.

Desespero em agradar.
O próprio corpo secundário.
Acreditamos no destino,
por julgarmos nosso agora.
A desgraça impondo o medo.
O medo nos moldando.

Fortes no contexto de vivência.
Experientes por sermos livres.
Cuspimos em nosso hoje,
esperando o amanhã.
Pisamos em esforços,
raramente percebidos.

Menosprezo.
Ambição.
Nosso tempo surpreendente.
Inclusos ao desnecessário,
generalizados a tudo de ruim.


Perder agora,
ou talvez sempre.
Cagamos ao que não nos convém,
pouco importando a quem seja.

Agradeça a verdade.
Estamos vivos,
pela sorte ou por destino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário