Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 25 de março de 2011

Sarcas

Mostre-nos motivos,
pois mostramos os problemas.
Você nunca esteve aqui,
nem sentiu o sol arder sua pele.

Fracassou, mentiu.
Você sangrou crianças.
Fez miséria por contradição.
Errou em ser um homem.

Enfie o sorriso na sua bunda.
O dinheiro te protege.
Venha a nós, tenha coragem.
Sua imagem me estupra.
Seu espelho sente vergonha,
preferia não lhe refletir.

Carregamos nossas armas,
sem direito de atirar.
Esse grito tão incômodo,
é força que nos resta.

A morte não nos assombra,
palavras não morrem,
verdades não sucumbem.
Honro aqui nossa vigília.

Nenhum comentário:

Postar um comentário