Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 24 de julho de 2012

Jhor

Instante submisso. Coragem em me dizer o que é. Olhe e ria. Soa engraçado o quanto lhe parece estranho. Ria do que não é seu, aproveite. Esconda com toda a coragem que lhe falta. A marca "trauma". Um estalo, nossa percepção. Um movimento, nossa repulsa.
Os olhos captam de uma maneira pessoal. O cérebro entenderá a não normalidade. Nossa sina social fará a boca espulgar algo a favor do conjunto. O consenso de que aquilo não parece bonito. A rodinha dos que falam, haverá sempre. Formadas em merda sonora, escritas no pior do que não era intencional. Enxergue além. Não é tão simples. Trema assumidamente. Seja brusco, quebrando idéias. Paire em si e sinta. O simples espasmo é expressão do corpo, igual ao movimento de sua respiração. Engraçado não é rir. Engraçado é a ironia de nossa ignorância. Aquilo, estranho como é, grita algo. Nós é que não entendemos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário