Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 1 de março de 2012

Copo d'água

"Caros amigos. Me desculpem, mas vocês não são o que estamos procurando."

Tudo bem. A culpa foi minha por ter fantasiado o improvável. É um alvo que miramos, e olha que esse foi somente o primeiro tiro. Entendo leitores entediados, mas escrevo tudo isso como forma de desabafo, então só queria explicar: Existe o medo e a covardia, e existe o seu sonho.
O medo e a covardia lhe permite ao menosprezo, ficando sempre abaixo e travado. Esse medo é complexo. Você quer ser, mas está impedido. Impedido por uma tarja psicológica e retardada, criada a partir de absolutamente nada. A covardia é o conformismo com a situação. Você sabe de sua explosão, sabe até como atingir, mas não acende. É fajuto diante do espelho. Não é, por preocupar-se tanto em ser, como ser, que não torna a ser nada.
O sonho funciona como uma regra. Você a segue, você a quebra. É totalmente pessoal. Nós nunca estamos dispostos a ouvir e tratar do sonho alheio. Talvez seja pelo grande número de adeptos sem culpa.
Pense o contrário, mas, quem não segue em busca de um sonho, caminha em direção ao vazio. Não faz sentido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário