Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 14 de agosto de 2011

Sonhos

Falar disso é tocar numa ferida ou literalmente adubar alguma esperança. Costumamos passar a maior parte dos nossos dias nos desgastando em coisas que odiamos numa rotina cansativa e entediante. Nos prendemos perdidamente em matérias que não somam nada em nossas vidas, ostentamos buracos vazios cegamente exibidos com uma tarja de glória e honra. É aquele clichê verídico de que "nem tudo o que reluz é ouro".
Acomodações preguiçosas, dramas exagerados e injustos, menosprezo consigo mesmo, o orgulho passando dos limites nos trazendo ódio e aversão. Tudo isso são descontroles que nos fazem perder momentos de liberdade que jamais serão esquecidos. É a mente fraca fodendo a esperança, são desistências cagando em uma história, e por fim, nossa covardia nos levando a um infarto comum e qualquer, derivado de caminhos indesejados que exterminaram todas as vozes que gritaram desesperadamente em nossas cabeças.

Costumamos querer demais pro pouco que realmente é necessário. Exageramos muito nessa dose quando na realidade, só nos bastava ser. Existe um leão dentro de nossas cabeças e pra esse leão nós temos duas opções: Domá-lo, dando ao mundo uma mente a mais pra controlarem, e libertá-lo, dando a nós mesmos a chance seguir em frente evoluindo.

Prefiro deixar minha vontade me matar do que deixá-la morrer. Eu vou seguir, tentar e errar. Não preciso da sua falta de fé pra alcançar. Vai ser assim pra sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário